segunda-feira, 16 de novembro de 2015

“Lira Itabirana”, Carlos Drummond de Andrade, 1984


I
O Rio? É doce.
A Vale? Amarga.
Ai, antes fosse
Mais leve a carga.
II
Entre estatais
E multinacionais,
Quantos ais!
III
A dívida interna.
A dívida externa
A dívida eterna.
IV
Quantas toneladas exportamos
De ferro?
Quantas lágrimas disfarçamos
Sem berro?


Triste com os acontecimentos no mundo...

2 comentários:

Ingrid Dias disse...

Olá,
Me chamo Ingrid e contratei você para dar aula de gramatica na Med Mais.
Queria muito o seu contato novamente, poderia me enviar um e-mail para ingrid@vniconsultoria.com.br gostaria de tratar sobre novos trabalhos. Ou o telefone:
(61) 3047-4185

Gabriela Pimenta disse...

gabipimenta22@gmail.com